Hey folks! (tradução abaixo)

Since last blog post, I’ve managed to move twice, be homeless for 12h, commence my thesis project and make a dozen or so new friends. It’s been very tumultuous, which is why blogging hasn’t been a priority lately.

As you can maybe imagine, this second official move of mine in (to) Brazil (the first one being moving to Brazil) has been a bit different. It’s been tough for a number of reasons: unlike when I moved to Brazil and already knew a person here (into whose apartment I moved), I’m now with completely new people; I had some last-minute problems with my moving, which meant that I actually had nowhere to live upon my moving. The first 12h after saying farewell to the apartment and friends in Viçosa, I was actually homeless (about 5 of those hours sitting in my ride to Florestal).
Upon arrival here, my advisor at UFV (at the campus in this city) helped me the entire day, well into the evening to try to find at least a temporary place for me to stay. Eventually, after a long day, little to eat and drink, headache, sweaty clothes, I managed to get hold of some keys to a house in a neighbourhood near campus (pretty much everybody was still on holiday and hard to contact). At last I had somewhere to stay, but I was met with the sight of the most insanely dirty and messy house I think I’ve ever stayed at (and maybe seen)! Anyway, I stayed there for about 3 weeks (after having spent 3 days cleaning the house) while searching for other places (a bit closer to centre too).
Now I’ve been a bit under three weeks in this new place I eventually found. It’s a really nice place, a stone’s throw from centre. I actually knew about this place before I moved to Florestal, but couldn’t check it out due to people’s vacations. I checked out other places before this one, but after I saw this one, I was pretty much sold, and I moved in here the same day I checked it out.
So, now you might be thinking, after three weeks surely everything must be hunky-dory? Well, it’s not quite so simple. Yes, if I were still in Holland and moved to another city there, it’d not be a big deal. But moving within a country I’ve only known for one year was another story (together with the problem I had). Another thing that’s been making it difficult is that I’ve now officially been away from Europe the longest time in my life since I moved from Hong Kong (when I was 5). Thirdly, my parents are getting ready to move back to Finland, from Holland, where our family spent 14 years; the longest time I’ve been able to call any one place my home! All of this at once is making it a bit difficult right now to focus on my work and to enjoy Brazil. I was planning to travel a bit in July, but none of that was really possible due to the problems I had.

 But anyway, I’m now slowly settling in, having recently spent half a fortune on new furniture, being able to unpack, and getting familiar with the surrounding. This city is small indeed, but it’s got what you need if you know where to look. So hopefully soon I’m comfortable enough to move about a little and maybe do some photography.

Like always, thanks for reading and following my adventures here! Until next! (and see more photos in my Portuguese translation!)


Olá galera!

Desde o último post de blog, já mudei duas vezes, foi sem casa por 12hs, comecei o meu projeto de tese e conheci uns doze amigos. Foi muito tumultuoso, o que é a razão por não blogear muito ultimamente.

Como vocês podem se imaginar, esta segunda mudança aqui no Brasil foi um pouco diferente. Tinha sido duro por várias razões: ao contrário de quando mudei pro Brasil e já conheci uma pessoa em Viçosa (com quem eu morava), agora estou com completamente novas pessoas; eu fiquei com uns problemas última hora com a mudança, o que significou que não tinha nenhum lugar pra ficar depois da mudança. As primeiras 12 horas depois da despedida eu estava, na verdade, sem casa (de qual 5hs na carona pra Florestal).

Na hora da chegada, o meu orientador me ajudou o dia inteiro até a noite pra achar, pelo menos, um lugar temporário pra mim morar. Eventualmente, na um dia longo, pouco a comer e beber, dor de cabeça e roupas suadas, eu consegui agarrar umas chaves pra uma casa num bairro perto da faculdade (quase todo mundo estavam nas férias e difícil achar). Finalmente naquele dia achei um lugar, mas fui recebido de uma visão de uma casa o mais sujo e bagunçada que eu provavelmente já vi na minha vida. Mas enfim, eu fiquei lá por umas 3 semanas (depois de gastar 3 dias para arrumar e limpar), enquanto procurar outros lugares (mais perto do centro).

Agora moro um pouco menos de 3 semanas aqui no novo lugar. É um lugar legal, só a poucos passos de distância do centro. Na verdade, eu estava ciente deste lugar antes de mudar pra Florestal, mas não consegui dar uma olhada devido as férias. Eu conferi outras casas antes desta, mas depois de ver esta, sabia que era a correta, e mudei pra cá o mesmo dia.

Agora talvez vocês estão pensando que, após três semanas, todo deve ser perfeito? Uai, não é tão simples. Sim, se eu ainda morasse na Holanda e mudasse pra um outa cidade, não seria uma coisa séria. Mas uma mudança dentro de um país que conheço por só um ano foi um desafio (com os problemas mencionadas). Uma outra coisa que foi (está) difícil é que eu agora, oficialmente, estou fora da Europa por o tempo o mais longo desde deixei Hong Kong (quando eu tinha 5 anos). Terceiro, meus pais estão se preparando pra mudar de volta à Finlândia, da Holanda, onde vivemos por 14 anos; o tempo o mais longo que eu consegui chamar um único lugar minha casa! Todo disso ao mesmo tempo está tornar a vida difícil pra mim agora mesmo, que eu não possa trabalhar com foco e aproveitar o Brasil. Estava planejando viajar um pouco em julho, mas nada disso realmente foi possível por causa dos problemas.

Mas enfim, agora eu estou, lentamente, me acostumando, tendo recentemente gasto uma fortuna nos móveis, desempacotar e ficando familiar com a envolvente. Esta cidade é pequena mesmo, mas ela tem o que precisar se saber onde procurar. Então, esperançosamente estou logo me sentindo confortável o bastante pra viajar um pouquinho e talvez tirar umas fotos.

Como sempre, agradeço por ler e seguir as minhas aventuras aqui! Até logo!

Advertisements